quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Surdez (causas, consequências, rastreio e sinais de alerta)
















Congénitas (desde o nascimento) – 1-3/1000

• Genéticas-50% dos casos
– Autossómica Dominante
– Autossómica Recessiva
– Ligado ao cromossoma X
• Infecciosas
– Rubéola
– Citomegalovírus
– Herpes
• Prematuridade
• Anóxia
• Diabetes gestacional

Adquiridas
A surdez ocorre depois do nascimento como
consequência de uma doença, infecção ou
traumatismo.
– Infecções
• Otites médias agudas recorrentes
• Meningite
• Encefalite
– Trauma
• Traumatismo cranioencefálico
• Exposição ao ruído
– Fármacos ototóxicos

Consequências:
  • Dificuldades na comunicação
  • Isolamento social
  • Insucesso escolar
  • Desemprego
  • Depressão
  • Maior risco de acidentes
Rastreio:
  • Pode ser feito em qualquer idade desde o nascimento.
  • Actualmente é realizado na maioria das maternidades do país. O rastreio neonatal é fundamental pois permite o diagnóstico precoce de crianças com surdez congénita.
  • Estas crianças podem ser estimuladas desde início, o que permite um desenvolvimento cognitivo e da linguagem adequado.
  • O rastreio da surdez pode ser feito em qualquer idade sempre que surgirem sinais de alerta.

Sinais de alerta:

  • Atraso na linguagem
  • Utilização de um vocabulário reduzido
  • Dificuldades de aprendizagem
  • Falta de atenção
  • Alterações globais do comportamento
  • Ausência de resposta a estímulos ambientais sonoros
  • Dificuldade na compreensão quando em ambiente ruidoso
  • Falar muito alto ou muito baixo
  • Aumentar o volume da televisão
  • Pedir para repetir frequentemente
  • Insucesso escolar
  • História familiar de surdez
  • Infecções pré-natais
  • Prematuridade
  • Otites recorrentes
  • Meningite/Encefalite
  • História de trauma
  • Tratamento com fármacos ototóxicos

Sem comentários:

Enviar um comentário